8 de outubro de 2013

Unicitrus debate o rumo da citricultura

Nos próximos dias 10 e 11 de outubro, no The Royal Palm Plaza, em Campinas (SP), será realizado o 1° Encontro de Debates e Mobilização da Unicitrus, um marco histórico para o segmento. Objetivo é abordar o cenário do mercado e o papel que deve ser exercido pela nova entidade. O evento é realizado pela Unicitrus (União de Produtores de Citrus), representante dos produtores do setor, em parceria com a FMC, agroquímica multinacional.

Mais de 100 formadores de opinião da citricultura abordarão o futuro do segmento. No primeiro dia (10), no painel 1 será “O que esperar do Consecitrus”, os temas são: Introdução aos Conselhos de Commodities com o professor Dr. Paulo Furquim de Azevedo (FGV/EESP) e ex- conselheiro do CADE e para falar sobre A experiência do Consecana com o Antonio de Pádua Rodrigues (Única) e Ismael Perina (Orplana). Já “Associações do Agronegócio Brasileiro: Passado, presente e futuro” serão apresentados pelo coordenador do Centro de Agronegócio da FGV/EESP e presidente da Academia Nacional da Agricultura, Roberto Rodrigues.

O segundo dia do evento (11), “Tendências da cadeia da citrícola e seus grandes desafios” representa o Painel 2, as palestras são: Mercados e Cenários com Maurício Mendes (FNP) e Novas estratégias para a cadeia citrícola será abordado por Antonio Ortiz, da Rabobank. “O papel da Unicitrus na nova agenda da citricultura” terá como mediador Marcos Jank e os debatores são: Roberto Jank Jr, Edson Ignácio, Frauzo Ruiz Sanches, Ricardo Krauss e José Eugênio de Rezende Barbosa.

“Somente com a união de produtores efetivos será possível construir políticas públicas eficientes, restabelecer o equilíbrio e promover a recuperação da atividade citrícola do Brasil. Temos que mudar essa situação do segmento”, explica o presidente interino da Unicitrus, Roberto Jank Jr. Para o presidente da FMC Corporation América Latina, Antonio Carlos Zem, apoiar essa iniciativa de fortalecimento da citricultura é um compromisso que a companhia tem com o agronegócio e principalmente com os citricultores. “Tem que haver mudanças nesse cenário e uma entidade como a Unicitrus é imprescindível para o desenvolvimento do mercado e a FMC atuará junto em prol da agricultura brasileira”.

Sobre a Unicitrus

A UNICITRUS foi criada no final de 2012 no formato de uma entidade que busca efetivamente representar produtores comprometidos com a produção citrícola frente às complexas demandas atuais e futuras desta cadeia importante produtiva. A entidade possui associados que representam aproximadamente 13,5 milhões de pés de laranja e 26,8 milhões de caixas. Dada que a produção estimada para a safra 2013/2014 é de 280 milhões de caixas de laranja, sendo 160 milhões de caixas produzidas por citricultores independentes e 120 milhões pela indústria processadora, a entidade já representaria hoje cerca de 17% do total da produção não vinculada à indústria.

Fonte: Alfapress Comunicações

Canal AgroRevenda

 

Papo de Prateleira

 

Newsletter

Receba nossa newsletter semanalmente. Cadastre-se gratuitamente.