Superbac escolhe caminho da inovação

A adoção de novos produtos e serviços, sobretudo da tecnologia, ameniza as principais preocupações dos produtores rurais e torna o agronegócio brasileiro ainda mais competitivo.

O agronegócio representa 23,5% do PIB Nacional e se fortalece, ano após ano, como um setor de atividade extremamente estratégico para o bom desempenho da economia brasileira. Ciente da sua importância, toda a cadeia vem buscando novas soluções, a fim de amenizar algumas preocupações que há gerações incomodam os produtores, como a questão sucessória, necessidade de implantação de gestão profissional e de processos produtivos mais sustentáveis, além da margem de lucro cada vez mais estreita.

Diante dessas demandas, a busca por inovação está em todas as áreas e envolve uma série de ações, como a capacitação permanente dos profissionais que estão na administração e manejo, a aquisição de equipamentos de última geração, objetivando o aperfeiçoamento dos sistemas de plantio e colheita, utilização de drones para monitoramento das lavouras, adoção de sistemas de gestão para desenvolver e melhorar o desempenho das equipes de trabalho e ainda a contratação de consultorias especializadas para tomada de decisões mais assertivas.

Com a grande oferta de soluções, o produtor rural passa, então, a agir de forma menos intuitiva e faz, cada vez mais, uso da tecnologia, principalmente a internet. Segundo dados da 7ª Pesquisa Hábitos do Produtor Rural da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio (ABMRA), em 2013, somente 17% dos agricultores entrevistados pela entidade afirmavam possuir um smartphone. Em 2018, esse percentual chegou a 61%. O levantamento ainda concluiu que ¾ dos produtores com conexão à internet utilizam regularmente redes sociais. 96% destes pesquisados também afirmaram utilizar um popular aplicativo para troca de mensagens.

Estando mais conectado, o acesso às informações também é feito de forma mais rápida, o que permite que o produtor rural conheça novos produtos e serviços disponibilizados pelo mercado em primeira mão. “Ao ver uma informação sobre um determinado lançamento de seu interesse, o produtor acessa pesquisas, testes realizados, compartilha o assunto em suas redes e já consegue, muitas vezes, conhecer a experiência que outros produtores tiveram com o produto ou serviço”, diz Fabrício Drumond, vice-presidente da SUPERBAC, empresa de soluções biotecnológicas e com forte atuação na área de fertilizantes de alta performance.

Segundo Drumond, na área de insumos, há uma busca constante por fertilizantes mais eficientes e que oferecem resultados mais sustentáveis ao produtor. “Na SUPERBAC, que está há mais de 20 anos no mercado, os investimentos em pesquisa e desenvolvimento de produtos dessa linha são uma constante”, diz.

Como resultado, a companhia lançou o Supergan, fertilizante de alta performance que vem ganhando cada vez mais espaço, principalmente, entre produtores de culturas como soja, milho, trigo e algodão. ”Atualmente nosso produto já é usado por mais de 2 mil clientes e está presente em 2 milhões de hectares”, completa o vice presidente.

Entre as atribuições do produto, destaque para a aceleração da decomposição da matéria orgânica; promoção da fixação do nitrogênio e disponibilização de fósforo e potássio para as plantas; produção de fito-hormônios de crescimento; estímulo ao enraizamento; tratamento, nutrição e recuperação do solo; e enriquecimento em carbono e ácidos orgânicos.

“O que vimos é que, no meio rural, assim como nas grandes cidades, a adoção de tecnologias inovadoras é um caminho sem volta quando objetivo é melhorar a produtividade e o lucro do negócio”, finaliza o executivo da SUPERrBAC.

Sobre a SUPERBAC – Fundada em 1995, a SUPERBAC é pioneira no mercado brasileiro de soluções em biotecnologia. Com a crescente preocupação ambiental e o iminente aumento da população, uma das principais necessidades da economia no século XXI é a criação de processos que permitam o aumento da produtividade sem abrir mão da sustentabilidade.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Canal AgroRevenda

 

Papo de Prateleira