21 de outubro de 2013

Satis apresenta novidades de nutrição vegetal no Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras

Fabricante de produtos de nutrição vegetal, a brasileira Satis vai apresentar na 39ª edição do Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras os resultados obtidos a partir do uso do Mathury. Esta é uma solução inovadora desenvolvida pela empresa que uniformiza a maturação dos frutos do café e aumento o volume de frutos cereja. Com o slogan “Com boa tecnologia, mais café se anuncia”, o evento ocorrerá em Poços de Caldas, em Minas Gerais, entre os dias 29 de outubro a 1º de novembro. A organização é da Fundação Procafé.

Lançado recentemente no mercado, o Mathury foi desenvolvido com o conceito da Satis de trabalhar em produtos que, além de nutrir, promovam naturalmente importantes funções do metabolismo vegetal. O Mathury uniformiza a maturação dos frutos do café de forma diferenciada: atrasa o desenvolvimento dos grãos da parte superior – os primeiros a amadurecer -, fazendo com que os mesmos acompanhem o ritmo de desenvolvimento da parte mediana e inferior da planta. “O produto aumenta o volume de frutos cereja e reduz em 80% as perdas dos frutos mais maduros”, explica o gerente do departamento de pesquisa e desenvolvimento da Satis, Aedyl Nacib Lauar.

Segundo o técnico da Satis, a maior porcentagem de frutos no estágio cereja significa maior rentabilidade do café e maior retorno financeiro ao produtor, dentre outros benefícios indiretos como redução do tempo de colheita, despolpamento e benefício.

Além do estande para mostrar as novidades para o mercado de nutrição vegetal, a Satis terá o seu produto Mathury referido em seis trabalhos de pesquisadores. São estudos que indicam os benefícios das aplicações em relação a colheitas localizadas nas regiões de Sul de Minas, do Cerrado e do Triângulo Mineiro.

Entre os resultados das pesquisas, é apontado que o Mathury apresenta características de retardar o estágio do café cereja, diminuindo o seco e condicionando maior período para o descascamento, sem prejuízos à qualidade. Ao contrário de outros produtos que agem como maturadores essencialmente da casca, mantendo os grãos com características de verde. Outra análise destaca que o Mathury na maturação dos frutos de café se dá exclusivamente nos frutos no estágio cereja, não atuando sobre os verdes. Sua aplicação em fevereiro e abril apresentou resultados superiores à aplicação única, sendo esta a forma mais adequada de ser aplicado. Os efeitos positivos constatados nesse ensaio auxiliam o produtor na colheita de frutos com maior retorno econômico.

O Congresso Brasileiro de Pesquisas Cafeeiras pretende reunir técnicos-pesquisadores das mais variadas Instituições do Brasil, de empresas, Institutos e Universidades. O objetivo é divulgar os últimos resultados obtidos através de trabalhos de pesquisa e inovações no manejo dos cafezais e preparo do café.

Fonte: Moglia Comunicação

Canal AgroRevenda

 

Papo de Prateleira

 

Newsletter

Receba nossa newsletter semanalmente. Cadastre-se gratuitamente.