Revista Agrorevenda no VIII Abisolo Fórum Internacional!

Abisolo lança quinta edição do seu Anuário, o mais importante guia de consulta da área de nutrição vegetal.

O VIII Abisolo Fórum e Exposição Internacional Tecnologia & Integração começou nesta quarta-feira, dia 10 de abril, em Campinas (SP), numa promoção da Associação Brasileira das Indústrias de Tecnologia em Nutrição Vegetal (Abisolo) e um atrativo extra. Além dos debates e palestras técnicas e conjunturais, o primeiro dia foi palco do lançamento oficial do Anuário Brasileiro de Tecnologia em Nutrição Vegetal 2019, a consagrada publicação editada pela entidade, que está na quinta edição e é reconhecida, por quem atua na área de nutrição vegetal, como uma das mais importantes ferramentas de consulta e análise do segmento.

Dividido em cinco capítulos, o Anuário 2019 inclui os mais relevantes aspectos do setor: dados, análises e projeções da área de insumos para a indústria, do segmento de tecnologia em nutrição vegetal e também do mercado consumidor desses insumos. Seguindo a fórmula vitoriosa das edições anteriores, a publicação inclui este ano a contribuição de 10 especialistas das áreas acadêmicas, além de experientes nomes de grandes empresas do agronegócio, por meio de diversos artigos que auxiliam o segmento com análises sobre produtos, processos produtivos, matéria-prima, aplicações, benefícios, cooperativismo e tendências do segmento de tecnologia em nutrição vegetal.

Ao final da edição, o Anuário 2019 da Abisolo ainda possui um capítulo que se constitui uma valiosa ferramenta de consulta para empresas e também usuários de produtos de tecnologia de nutrição vegetal, que é um Guia de Mercado, contendo dados, telefones, sites e demais referências sobre fabricantes e prestadores de serviços do setor.

Considerado um representativo encontro da indústria de tecnologia de nutrição vegetal da América Latina, o Fórum e Exposição da Abisolo destaca temas relacionados com cana de açúcar, soja, alimentos orgânicos, agricultura digital e fertilizantes orgânicos. Serão debatidos, ainda, aspectos ligados à investimento no agronegócio, plano de governo 2020-2030, geopolítica, economia, distribuição, cooperativismo, além de contar com duas palestras internacionais.

O encontro foi aberto com a palestra “Efeitos da Nutrição Foliar na Maturação da Cana de Açúcar”, com o professor Carlos A. C. Cruciol, da Unesp de Botucatu; seguida da apresentação de um case de sucesso no segmento de cana, “Ganhos de Produtividade na Cana de Açúcar a partir da Aplicação de Nutrientes via Folha”, com Carlos Eduardo Faroni (Biosev). Na área da cultura da soja, ainda serão apresentadas as palestras “Inoculação, Reinoculação e Coinoculação no Sistema de Produção de Soja”, ministrada por Marco Antônio Nogueira, da Embrapa Soja; “Como Construir um Ambiente de Alta Produtividade”, a cargo de João Pascoalino, do CESB (Comitê Estratégico Soja Brasil), além de uma apresentação do que há de mais moderno em produção científica, que será feita pelo professor Evandro B. Fagan, da Unipam. A manhã do primeiro dia ainda terá um debate sobre alimentos orgânicos, “Inventário e Tendências no Brasil e no Mundo”, com Alexandre Harkaly, do IBD – Certificações.

Sobre o tema de distribuição, Henrique Mazotini, presidente da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (ANDAV) vai tratar da Realidade e dos Desafios do segmento. Sobre cooperativismo, a palestra “O Papel das Cooperativas na Validação de Novas Tecnologias”, de Klever Coral (AVANCE HUB / COPLACANA).

Na quinta-feira, estão programadas as apresentações sobre Agricultura Digital, Economia e Política. “O Futuro é Agro”, com Elísio Contini (Embrapa SIRE Brasília). “A Força do Agronegócio no Novo Cenário Político”, com Carlos Melo (INSPER: Instituto de Pesquisa e Ensino). “Perspectivas para a Economia 2018-2020”, com o economista José Roberto Mendonça de Barros, da MB Associados. “Geopolítica: o Rearranjo das Relações Internacionais e os Impactos no Agronegócio Brasileiro”, de Guilherme Casarões (FGV-EAESP). E ainda destaque para “Uso de imagens multi e hiperespectrais por drones para monitoramento de lavouras”, a cargo de Lucio de Castro Jorge, da Embrapa Instrumentação. “Substâncias Húmicas: Uma Nova Abordagem para a Valorização dos Fertilizantes Orgânicos Compostos”, de Elke Cardoso, da Esalq – USP. O evento será encerrado com duas palestras internacionais. A professora Vitória Fernandez, da Universidade Politécnica de Madrid-Espanha, fala sobre “Nutrição Foliar: Fundamentos Científicos e Técnicas de Campo”, e a também professora Maria Del Carmén Salas Sanjuan, da Universidad de Almeria-Espanha, abordará o tema “Fertirrigação: Manejo de Nutrição e Ferramentas de Controle e Diagnóstico”.

Todos os painéis e debates do segundo dia de atividades têm como mediador o jornalista Willian Waack. O III Abisolo reúne empresários, investidores, compradores e agrônomos de toda cadeia produtiva da indústria de tecnologia e nutrição vegetal, além de professores, pesquisadores, profissionais de instituições de estado, cooperativas, revendas, consultorias técnicas, agricultores e estudantes de agronomia.

Ao lado do auditório onde estão sendo realizadas as palestras e os debates, está montada uma exposição que conta com a presença de 38 empresas, que mostram as inovações tecnológicas que o setor vem desenvolvendo para auxiliar o produtor rural a ampliar e melhorar suas atividades.

 

 

 

 


Compartilhar:

Email Facebook LinkedIn Twitter Print

Canal AgroRevenda

 

Papo de Prateleira