Projeto Campos do Araguaia realiza 2º Dia de Campo no Médio Araguaia/MT

Programa irá beneficiar mais de 130 mil ha de pastagens e restaurar 500 ha de Áreas de Preservação Permanente Degradada

Campos do Araguaia, um dos projetos da Liga do Araguaia, visa promover e apoiar a intensificação sustentável da pecuária e a adequação ambiental das propriedades rurais da região do Médio Araguaia, no Mato Grosso.

Iniciado em julho de 2016, é realizado em parceria entre o Grupo Roncador/Agropecuária Água Viva e a The Nature Conservancy (TNC), com apoio da Iniciativa para o Comércio Sustentável (IDH).

Por meio da recuperação ou reforma de pastagens degradadas e da restauração da vegetação nativa em propriedades rurais de nove municípios da região, o projeto já conta com a participação de 42 produtores. Atualmente, as fazendas estão sendo visitadas para a realização de diagnósticos ambientais e planos de intensificação de produção que possam ser entregues aos produtores.

Com o objetivo de atualizar os produtores da região sobre o andamento dos projetos da Liga do Araguaia e fortalecer o movimento, foi realizado na Fazenda Água Viva o 2º Dia de Campo do projeto Campos do Araguaia e o sexto da Liga da Araguaia, no dia 11 de novembro, em Cocalinho/MT.

A programação do evento foi voltada para a apresentação das ações e os próximos passos do Campos do Araguaia e a atualização sobre os demais projetos da Liga do Araguaia.

Além disso, foi firmado um Acordo de Cooperação entre as Agropecuárias Roncador e Água Viva e a Embrapa Gado de Corte, para análise e validação dos dados já obtidos pelo projeto Carbono Araguaia, em implantação com o apoio da Dow AgroSciences, visando a futura conformidade com o selo “Carne Carbono Neutro” da instituição. E, ao final, foram apresentados também os primeiros produtos do projeto Garantia Araguaia em implantação por meio de parceria com o Imaflora, objetivando a futura certificação Rainforest Alliance (RAS).

Os cerca de 60 participantes conheceram “Técnicas de Restauração Florestal” e foram para o campo visitar a unidade demonstrativa de restauro instalada na Fazenda Água Viva para conhecimento e discussão de diferentes modelos restauração florestal e seus custos.

2º Dia de Campo – Campos do Araguaia

O projeto irá beneficiar, até dezembro de 2018, mais de 130.000 hectares de pastagens, com a elaboração de planos de intensificação, melhorias das propriedades e boas práticas agropecuárias, e cerca de 500 ha de APPs em processo de restauração, mostrando e influenciando outros produtores rurais que é possível aliar conservação dos ecossistemas naturais com produção.