26 de janeiro de 2022

O mercado de flores no Brasil tem um novo perfil!

Muita gente não sabe, mas o segmento de flores faz parte do agronegócio brasileiro. Considerando 2020, em meio à crise sanitária acarretada pelo novo coronavírus, o setor cresceu 10%, movimentando R 9,6 bilhões em comercialização, conforme aponta o Ibraflor (Instituto Brasileiro de Floricultura). Para 2021, a expectativa de expansão era um pouco menor, entre 2% e 5%. Esses números são positivos, mas o Brasil ainda está engatinhando no mundo das flores e em sua comercialização pela internet. Argentina, por exemplo, vende mais flores do que nós. Dar e receber esse tipo de presente é uma questão cultural. O ponto de virada está na facilidade para comprar e receber itens de floriculturas, que melhorou o profissionalismo do setor. As pessoas se sentem mais seguras em realizar esse tipo de compra.

Durante a pandemia, houve uma necessidade maior de enviar lembranças a pessoas queridas, com o intuito de nos aproximarmos delas, ou até mesmo para decorar a casa, já que quase todos passaram praticamente o tempo todo lá.O modo de comercialização das floriculturas mudou, assim como o perfil dos consumidores. Antigamente, o público que procurava por flores tinha mais de 35 anos. Hoje os jovens e adolescentes, de 18 anos para cima, compram para as mães, namoradas, amigas, e a internet expandiu essa prática. Entre as mulheres, as rosas vermelhas, as orquídeas e os girassóis são as favoritas, bem como as sazonais tulipas.

Ao contrário do que se possa imaginar, homens também gostam desse tipo de presente, dando preferência por flores mais neutras, como lírios, cravos, rosas brancas e orquídeas. Para as mulheres que querem surpreender os homens, essa é uma boa dica! Flores são o tipo de presente com que dificilmente se erra, agradando a todas as idades e tendo opções para todos os gostos. É um mercado enorme, que cresceu muito nos últimos dois anos, mas ainda tem potencial de expansão — além de ser um presente de bom gosto. Discordando do Cartola, as rosas falam sim!

Clóvis Souza é fundador e CEO da Giuliana Flores, maior e-commerce de flores do país.

Giuliana Flores
Criada há mais de 30 anos pelo empreendedor Clóvis Souza, a Giuliana Flores foi uma das primeiras lojas virtuais de flores e presentes do Brasil, nascida em 2000. Enfrentando o “boom” da internet, quando várias empresas “pontocom” fecharam, a marca se fortaleceu e hoje se posiciona como líder no segmento. Entre seus diferenciais, estão a constante preocupação com a combinação de flores e arranjos para agradar aos mais variados gostos e estilos, além das fortes parcerias com marcas de luxo como Ferrero Rocher, Nestlé,Heineken, Milka,Natura, Havanna, Lindt, Chandon, Rommanel, Vivedas, Uatt?, Kopenhagen, entre muitas outras, oferecendo produtos exclusivos ao e-consumidor. Atualmente, a Giuliana Flores conta com 280 mil visitantes únicos/mês, compostos por um público pertencente às classes AA, A e B, com idade média entre 25 e 55 anos e atende a mais de 5 mil cidades. O portal ganhou o Prêmio Época Reclame AQUI nos anos de 2013, 2016, 2017 e 2018, todos na categoria E-commerce — Floricultura, e conta com o selo de empresa reconhecida pelos sites Bondfaro e Buscapé, Loja Ouro pelo e-bit e Selo Site Blindado. Para mais informações, acesse o site.

 

Canal AgroRevenda

 

Papo de Prateleira

 

Newsletter

Receba nossa newsletter semanalmente. Cadastre-se gratuitamente.

    WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com