MS recebe em Bonito o 3º GERAR CORTE 2019

Evento promove debates sobre IATF e TETF, além palestras e workshop sobre indicadores do setor.

O Centro-Oeste do País está sendo a nova parada do Grupo GERAR CORTE. O terceiro encontro de técnicos deste ano ocorre nesta quarta e quinta-feira (dias 7 e 8 de agosto), no Hotel Zagaia Eco Resort, em Bonito (MS). As reuniões contam com técnicos do GERAR-MS, que atuam basicamente em fazendas de corte do Estado, além de convidados como palestrantes e representantes das principais centrais de genética do País.

A região Centro-Oeste é responsável pelo maior rebanho de bovinos do Brasil, contabilizando 74,1 milhões de cabeças, segundo dados do IBGE. O Mato Grosso Sul é uma das maiores referências na pecuária de cria do País, com um plantel total de mais de 21 milhões de bovinos, o quarto maior do Brasil, atrás de MT, GO e MG.

De acordo com dados da Associação Brasileia de Inseminação Artificial (Asbia), no ano passado, o MS registrou o segundo maior volume de vendas de sêmen do Brasil, respondendo por 17% do mercado brasileiro, perdendo somente para o Mato Grosso, com 19% de participação. O Mato Grosso do Sul é um dos Estados brasileiros que mais utilizam a ferramenta da IATF, inseminando quase 20% de suas matrizes.

Segundo Izaias Claro Junior, Gerente de Serviços Técnicos de Bovinos da Zoetis, além dos dados novos sobre os protocolos de IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo) e TETF (Transferência de Embriões em Tempo Fixo), aplicados na última estação de monta (2018-2019), “as reuniões deste ano trarão como grande novidade a realização de workshops sobre metodologias de avaliação de indicadores financeiros e rentabilidade na pecuária de cria”. A organização dessas oficinas práticas ficará sob responsabilidade da equipe do zootecnista Antonio Chaker El-Memari Neto, coordenador do Inttegra – Instituto de Métricas Agropecuárias.

“O aperfeiçoamento em gestão financeira e a busca pela maior eficiência reprodutiva dos rebanhos de cria caminham lado a lado e são fundamentais para o aumento da rentabilidade na pecuária brasileira de corte”, destaca Izaias. Para Rafael Moreira, Gerente de Produtos da Linha Reprodutiva Bovinos da Zoetis, o GRUPO GERAR trabalha com o compromisso de apresentar somente dados e indicações que foram alvos de estudos e aplicações práticas, ou seja, com validações a campo, fundamentadas tecnicamente pelos integrantes do grupo. “São premissas que geram grande segurança na utilização das tecnologias de reprodução, favorecendo a busca pela maior eficiência reprodutiva do rebanho e, consequentemente, trazendo aumento de produtividade na pecuária”, observa Moreira.

O GERAR (Grupo Especializado em Reprodução Aplicada ao Rebanho) é um grupo qualificado de 250 técnicos, que trabalha e discute inovações e resultados referentes à IATF (Inseminação Artificial em Tempo Fixo) e TETF (Transferência de Embriões em Tempo Fixo). Os dados são coletados nas fazendas de gado de corte atendidas pelos técnicos, analisados pela equipe da UNESP-Botucatu-SP e apresentados nas reuniões anuais do grupo GERAR.

Fonte: Assessoria de Imprensa


Compartilhar:

Email Facebook LinkedIn Twitter Print

Canal AgroRevenda

 

Papo de Prateleira