13 de fevereiro de 2013

Logística e geração de energias serão destaque na Expodireto Cotrijal

Foto: Divulgação.

Em clima de otimismo, durante o lançamento da 14ª edição, realizado no último dia 2 de fevereiro, em Passo Fundo, com a presença da imprensa, convidados, autoridades e representantes do agronegócio, o presidente da Cotrijal, Nei Cesar Mânica, ressaltou que a expectativa é de que o público visitante se assemelhe ao ano passado (185.500 visitantes), mas que o volume de negócios seja superado aos R$ 1,106 bilhão negociados em 2012. O evento acontece de 4 a 8 de março, em Não-Me-Toque.

O maior gargalo do país para o setor agrícola, a infraestrutura, foi apontado como o principal tema da Expodireto, sendo este o assunto a ser debatido na audiência pública do Senado.

Entre as novidades estão as energias renováveis. Conforme Mânica, vai se trabalhar a energia e a produção primária precisa estar linkada. Ele informou que a Cotrijal está investindo R$ 100 mil no parque em dois equipamentos eólicos, além da energia solar. Foi firmado convênio com o governo do Estado e o BRDE estará na feira fazendo a difusão de financiamentos. Em sua opinião, o custo ainda é elevado, em torno de R$ 50 mil, mas os equipamentos são importados. Mânica acredita que com a difusão, o custo tende a cair.

Também pela primeira vez, durante a feira, haverá a interiorização do governo estadual, com todo secretariado e governador.

No setor de máquinas e fertilizantes, também haverá novidades e lançamentos, da mesma forma como irá ocorrer em termos de tecnologias de variedades com alta produtividade. “Precisamos aumentar nos próximos 30 anos, 60% da produção em 5% de área e isto vai ocorrer através da produtividade, onde entra a tecnologia e biotecnologia”, acrescenta Mânica.

Área internacional
Na área internacional, o modelo será alterado. Não haverá o pavilhão internacional de rodadas, mas a área internacional que ficará junto à Casa da Cotrijal Central e os compradores e vendedores farão as rodadas de negócio nas próprias empresas. De acordo com Mânica, essa foi uma solicitação das empresas, já que desta forma, haverá visitação nas empresas podendo ocorrer a visualizar os produtos. A partir dessa edição, estão sendo agendadas as rodadas com visitantes, vendedores e compradores.

Sucessão rural
Pelo segundo ano consecutivo, será realizado o Forum do Jovem Cooperativista, uma parceria da Cotrijal, Grupo Diário da Manhã e Ocergs/Sescoop. Mânica destacou que hoje o mundo vive o desafio de sucessão e gestão. Atualmente, 50% da população mundial vive no campo, mas a projeção é de que em 30 anos o mundo vai ter 70% da população nas cidades e haverá desafios para acomodação dessa população. Tendo em vista essa tendência, o Fórum busca manter os jovens no campo.

Diário da Manhã / Redação Passo Fundo

Canal AgroRevenda

 

Papo de Prateleira

 

Newsletter

Receba nossa newsletter semanalmente. Cadastre-se gratuitamente.