18 de março de 2020

JBS e Minerva irão paralisar frigoríficos

De acordo com o Valor Econômico a propagação do coronavírus no Brasil e as dificuldades logísticas para exportar carne bovina devido à falta de contêineres começaram a impactar os frigoríficos brasileiros. De acordo com o periódico a JBS vai dar férias coletivas em cinco abatedouros de bovinos no país. Ao todo, a companhia tem 37 frigoríficos no país. Procurada pela reportagem do valor, a JBS informou que “vem monitorando os reflexos do mercado em relação à covid-19 e avalia a implantação de férias coletivas em algumas das suas unidades de processamento de bovinos do Brasil”.

No caso da Minerva, de acordo com o estadão, o frigorífico anunciou nesta terça-feira, 17, que vai conceder férias coletivas de até 20 dias, a partir do dia 23 de março, para funcionários de quatro de suas dez plantas no País, por conta da pandemia do coronavírus. Serão paralisadas as fábricas de Janaúba (MG) e José Bonifácio (SP) e duas em Mato Grosso: Mirassol D´Oeste e Paranatinga.

Segundo comunicado do grupo, como uma das medidas preventivas por conta do coronavírus, o Minerva passou a adotar desde segunda, 16, regime de trabalho home office para parte do quadro de funcionários das áreas administrativas, dos escritórios corporativos de São Paulo e de Barretos.

No caso da Marfrig, segunda maior indústria de carne bovina do país, ainda não há uma determinação para paralisar plantas por causa do coronavírus. Mas a empresa vem acompanhando os impactos da pandemia diariamente e não está descartado que, nos próximos dias, unidades tenham as operações suspensas.

Canal AgroRevenda

 

Papo de Prateleira

 

Newsletter

Receba nossa newsletter semanalmente. Cadastre-se gratuitamente.