18 de agosto de 2020

Hong Kong proíbe importação de frango da Cooperativa Aurora

Terceira maior processadora de frango e suíno do Brasil, Cooperativa Aurora Alimentos, confirmou reportagens da imprensa local na noite de segunda-feira (17) que Hong Kong bloqueou as importações de sua fábrica de frangos em Xaxim, no estado de Santa Catarina, por causa de preocupações com o coronavírus. A confirmação da proibição vem no mesmo dia em que a empresa privada concordou em testar 11 mil trabalhadores para coronavírus a partir de 21 de agosto em quatro de suas fábricas, segundo nota do Ministério Público do Trabalho de Santa Catarina.

A Aurora, que na semana passada foi identificada pelas autoridades chinesas como a origem de produtos de frango com supostos traços de coronavírus, adiou um comunicado da ABPA para comentários sobre a situação e os próximos passos. “Sobre o anúncio feito pelas autoridades de Hong Kong, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) informa que está apoiando a empresa para a apresentação de esclarecimentos”, disse o comunicado.

A Aurora custeará os exames pelo método RT-PCR em trabalhadores das unidades de Guatambu, Xaxim e duas unidades de Chapecó, segundo nota do Ministério Público do Trabalho. Cerca de 2.279 trabalhadores da fábrica Xaxim serão testados. Podem ser aplicados 22 mil exames, o que representa 10% do total de exames feitos em Santa Catarina no início da pandemia, afirma o comunicado.

Canal AgroRevenda

 

Papo de Prateleira

 

Newsletter

Receba nossa newsletter semanalmente. Cadastre-se gratuitamente.