25 de maio de 2022

Brasil será protagonista na COP27, prevê ministro em seminário no PR

Com o objetivo de debater os desafios e oportunidades de um mundo em transição e os caminhos para que o Brasil possa cumprir com as metas assumidas para o meio ambiente na Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima de 2021 (COP26), os Sistemas Ocepar (Organização das Cooperativas do Paraná) e OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras), em parceria com Canal Rural, realizaram, nesta hoje (25/05), o 1º Seminário de Inovação e Sustentabilidade no Cooperativismo. O evento, realizado no auditório do Sistema Ocepar, em Curitiba, contou com a presença do ministro do Meio Ambiente, Joaquim Alvaro Pereira Leite, dos secretários estaduais de Desenvolvimento Sustentável, Everton Souza, da Agricultura, Norberto Ortigara, do jornalista Giovani Ferreira, além de lideranças e representantes de cooperativas paranaenses.

Segundo o ministro do Meio Ambiente, o Brasil foi protagonista na COP26 e o será também na COP27, no Egito. “O país é parte da solução e temos que estar unidos para mostrar um Brasil cada vez mais sustentável. O mundo tem que ir na direção correta e nós estamos mostrando qual é o caminho, em parceria com o setor privado, atuando de forma racional no tema, incentivando o empreendedorismo e a criação de uma nova economia verde cada vez mais sustentável. O que buscamos são soluções ambientais e climáticas lucrativas para os empreendedores”, afirmou Leite.

Anfitrião do evento, o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, disse que as iniciativas de preservação e sustentabilidade no cooperativismo são há muito implementadas, em especial as ações de conservação de solo, plantio direto, proteção de nascentes, mata ciliar e reserva ambiental. “Os produtores já destinam mais de 25% de ativo produtivo para a proteção ambiental e é preciso encontrar meios de transformar esses ativos em receita aos agricultores”, disse. “Muito importante a realização desse seminário, discutindo soluções e inovações para a sustentabilidade no cooperativismo. Tema fundamental e que terá cada mais relevância no futuro”, afirmou.

O presidente do Sistema OCB, Marcio Lopes de Freitas, não pode participar de forma presencial, mas enviou uma declaração em vídeo. O dirigente destacou a importância da parceria que se estabeleceu com o Canal Rural, num tema que hoje faz parte da agenda de todos os setores. “A sociedade anseia por um novo modelo de negócios, focado na economia compartilhada. Sobretudo os jovens buscam por negócios em que o ser seja mais importante do que o ter. O cooperativismo veste como uma luva neste quesito. Os seminários são uma oportunidade para avançarmos nesse debate fundamental”, afirmou.

Desafios – Everton Souza, secretário de Desenvolvimento Sustentável do Paraná, e Norberto Ortigara, secretário da Agricultura, também participaram do evento. “O Estado tem procurado fazer ações efetivas para as pactuações feitas nacionais ou internacionais, e o Paraná pode sair na frente em todos os aspectos relacionados à sustentabilidade, redução de carbono e energias renováveis”, disse Souza. Na opinião de Ortigara, o desafio de fazer mais e melhor é permanente, e o “setor agropecuário pode oferecer inúmeras soluções em produção sustentável com inovação, para o bem do próprio negócio, fazendo as coisas de forma sustentável, com custo decrescente e aproveitamento racional de energia”, afirmou.

Os debates e apresentação de cases seguiram até o final da manhã. Entre os cases de cooperativas, foram apresentadas as ações da Lar em recuperação de nascentes, a integração lavoura pecuária e floresta na Cocamar, os biodigestores na Frísia, e a energia fotovoltaica na Integrada.

O seminário continuou no período da tarde, quando serão ministradas palestras abordando os temas “Pagamentos dos serviços ambientais no Brasil”, com Julie Messias e Silva, diretora de Ecossistemas da Secretaria da Amazônia e Serviços Ambientais, do Ministério do Meio Ambiente, e “Produtor de águas”, com Henrique Pinheiro Veiga, coordenador de Água e Solo da Agência Nacional de Águas, respectivamente. E, para encerrar o evento, às 15h, Ivonete Coelho da Silva Chaves, diretora de Licenciamento e Outorga, e Ayrton Luiz Torricillas Machado, chefe do CAR, ambos do Instituto de Água e Terra (IAT), prestaram esclarecimentos sobre a regularização ambiental da propriedade.

O evento foi transmitido ao vivo pelo Canal Rural e pôde ainda ser acompanhado pela TV Paraná Cooperativo, no canal do Sistema Ocepar no Youtube. Também pelo canal do Sistema OCB no Youtube.

Canal AgroRevenda

 

Papo de Prateleira

 

Newsletter

Receba nossa newsletter semanalmente. Cadastre-se gratuitamente.