Agronotícias por Mauricio Picazo Galhardo

BRICS. Os Ministérios da Agricultura da Rússia, Índia, China e África do Sul já confirmaram presença para a reunião de Vice-Ministros de Agricultura do Brics (bloco que reúne os cinco países), programada para ocorrer nos dias 17 e 18 de julho, em Brasília. O bloco formado por cinco países de economias em desenvolvimento (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) representa cerca de 42% da população mundial, 23% do PIB (Produto Interno Bruto), 30% do território e 18% do comércio mundial.

CODEX. O brasileiro Guilherme Costa foi reeleito para a Presidência da Comissão Codex Alimentarius. A reeleição ocorreu por aclamação, que é quando todos os países concordam com a escolha de um mesmo nome e nenhum outro membro lança candidato para concorrer ao cargo. A decisão ocorreu segunda-feira (8), durante a 42ª Sessão da entidade, em Genebra, na Suíça.

PARAGUAI. Brasil e Paraguai firmaram dia (9) um memorando de entendimento sobre temas na área sanitária animal e vegetal. O assunto foi tratado em encontro da ministra da Agricultura, Tereza Cristina  com o ministro da Agricultura paraguaio, Denis Lichi, em Assunção. Segundo a ministra, o memorando trata de temas como vazio sanitário, uso de defensivos agrícolas, época de plantio de soja e a construção de um banco de vacinas público de aftosa entre os dois países.

PONTE. A construção de ponte entre Porto Murtinho (MS) e o distrito paraguaio de Carmelo Peralta, que permitirá o acesso do Brasil a portos do Oceano Pacífico foi destacada pela ministra Tereza Cristina, depois de reunião realizada com o presidente do Paraguai, Mario Abdo, e demais autoridades de governo.

BIOCEÂNICA. Orçada em US$ 70 milhões, a ponte será construída pela Itaipu Binacional no Paraguai, com conclusão prevista para 2023. A obra integra a Rota Bioceânica e permitirá o acesso rodoviário ao Pacífico em 1.400 quilômetros. A fase atual é de licitação do projeto e da fiscalização.

CHOCOLATE. O brasil já foi o maior exportador de cacau e hoje ocupa a sétima posição na produção mundial, mas com perspectivas de aumentar sua participação, principalmente na venda de produtos com maior valor agregado, como chocolate fino. Produtores investem no aumento da produtividade por hectare para crescer no cenário global. A história da lavoura cacaueira no Brasil é permeada por momentos de altos e baixos.

VACINAÇÃO. A primeira etapa de imunização 2019 foi realizada no mês de maio. O Estado de São Paulo bateu um novo recorde no índice de vacinação contra a febre aftosa na primeira etapa da campanha de 2019. O índice superou a marca anterior de imunização total do rebanho, que foi de 99,41%, segundo dados da Secretaria de Agricultura e Abastecimento. O rebanho paulista envolvido na campanha, um total de 10.557.596 bovídeos (bovinos e bubalinos), está distribuído em 125.426 propriedades rurais.

SEMANA DO OVO. A Associação dos Avicultores de Minas Gerais (Avimig) convocou seus associados a já se organizarem para a campanha da Semana do Ovo 2019 (7 a 11 de outubro). A Semana do ovo é uma celebração nacional realizada pelo Instituto Ovos Brasil em conjunto com patrocinadores, empresas, produtores, fornecedores e principalmente as associações estaduais.

PORTA. A Associação Rural do Uruguai convocou gerentes e sindicatos rurais para analisar o recente acordo Mercosul / União Européia. Os presidentes da Associação dos Produtores de Arroz (ACA), Confederação Granjera, e da Comissão Nacional de Desenvolvimento Rural, bem como delegados da Associação Nacional de Produtores de Leite, participou de uma extensa e dedicada reunião que expôs Valeria Csukasi e Guillermo Valles. Também os presidentes do Uruguai Apicultura Society, Sociedade de Produtores Florestais e Associação dos Produtores Agrícolas de Canelones, todos os membros da ARU.

ACREDITAR. Após a reunião, o Diretor de Assuntos Internacionais do Ministério das Relações Exteriores, Valeria Csukasi, disse Rural El País que o acordo de livre comércio assinado com a União Europeia “, mostrou que os tempos em que o Mercosul não foi visto como confiável e Ninguém acreditava que eles poderiam fechar um negócio são questões do passado”.

Email: mauricio.picazo.galhardo@hotmail.com.