Agronotícias por Mauricio Picazo Galhardo

90 ANOS. A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo apresentou no sábado, 1/6, durante a comemoração pelos 90 anos do Parque Dr. Fernando Costa, mais conhecido como Parque da Água Branca, as tecnologias desenvolvidas pelo Instituto de Pesca (IP) para melhorar a qualidade da produção paulista. No estande do Instituto, estiveram expostos imagens de diversas espécies aquícolas. Os visitantes receberam um ingresso, válido para toda a família, para conhecer gratuitamente o Aquário do Instituto de Pesca.

PACTO DE MILÃO. Aconteceu no Museu de Arte do Rio (MAR) o primeiro encontro do Pacto de Milão sobre Política de Alimentação Urbana na América Latina. O fórum internacional reúniu especialistas de renomadas instituições mundiais, além de prefeitos e representantes de governos de cidades da América Latina e da Europa, com o objetivo de debater políticas de alimentação urbanas em prol da sustentabilidade, redução das desigualdades sociais e fortalecimento de identidades regionais.

DESPERDÍCIO. O desperdício de alimentos de uma família brasileira composta por três pessoas em um ano pode ultrapassar R$ 1.002,00, valor superior ao salário mínimo nacional. Os dados são de estudo liderado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que ouviu 1.764 famílias em todo o País, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), em 2018. A pesquisa mostra que cada família desperdiça, em média, 128 quilos de alimentos por ano.

CADASTRO. Estão disponíveis os novos números relativos ao Cadastro Ambiental Rural (CAR) com dados até abril. Os números apontam crescimento de 0,89% de cadastramentos em relação ao mês anterior. Foram incluídos 199.732 imóveis, que ocupam área de 4.586.286 hectares. O Cadastro Ambiental Rural abriga documentos relativos a 5.823.959 imóveis.

ANIVERSÁRIO. Foi celebrado o 30° aniversário da Embrapa Territorial dia (30), em Campinas (SP). O evento teve a presença da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Teresa Cristina e dos ministros das Relações Exteriores, embaixador Ernesto Araújo, do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, entre outros.

SALA DE SITUAÇÃO. Durante o evento, foi inaugurada a sala de situação na Embrapa Territorial em Campinas. A criação desse espaço tem como objetivo a apresentação dos dados de toda agropecuária brasileira. Também em Brasília será inaugurada uma sala de situação no Ministério da Agricultura, em dois meses. “Para que a gente possa reunir essa enormidade de dados que temos e às vezes não conseguimos juntar e tirar as informações de inteligência estratégica que precisamos para a nossa agropecuária”, disse a ministra.

LEITE. Começou as novas regras para produção e padrão de qualidade do leite cru refrigerado, do pasteurizado e do tipo A. O objetivo é a produção de leite de qualidade e seguro ao consumidor. As regras abrangem desde a organização da propriedade rural, suas instalações e equipamentos, até a formação e capacitação dos responsáveis pelas tarefas cotidianas.

SNA/IBMEC-AGRO. Continuam abertas as inscrições para os cursos de especialização (MBA) em áreas do agronegócio, oferecidos pelo IBMEC Agro – uma parceria da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) com o IBMEC, que tem por objetivo promover cursos a distância, seminários, eventos, estudos e projetos especiais voltados ao desenvolvimento do agro brasileiro.

TRIGO. O jornal argentino Clarin informou que uma delegação de funcionários públicos e representantes de instituições privadas da Argentina se reuniu em São Paulo, com o Comitê Diretivo da Associação Brasileira da Indústria do Trigo. O objetivo foi buscar oportunidades para inserir trigo e definir a comercialização da próxima safra.

ESTADOS UNIDOS.  O  USDA está fornecendo US $ 858 milhões em empréstimos para atualizar sistemas elétricos rurais em 17 estados americanos. O financiamento inclui US $ 64 milhões para financiar tecnologias de redes inteligentes que melhoram as operações do sistema e monitoram a segurança da rede. “Investir na infra-estrutura elétrica da nossa nação fortalece nossa economia, cria empregos e ajuda a fornecer serviços como educação, treinamento e assistência médica para construir comunidades rurais mais fortes”, disse um funcionário.

Contatos: mauricio.picazo.galhardo@hotmail.com.

Canal AgroRevenda

 

Papo de Prateleira