Agronotícias por Mauricio Picazo Galhardo

FLORESTAS – O Ministério da Agricultura, lançou o Plano Nacional de Desenvolvimento de Florestas Plantadas – PlantarFlorestas, com ações previstas para os próximos dez anos. O objetivo é aumentar em 2 milhões de hectares a área de cultivos comerciais. Atualmente, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a área cultivada chega a 10 milhões de hectares, principalmente com eucalipto, pinus e acácias.

CRESCEU – A Agropecuária cresceu 0,7% no terceiro trimestre deste ano, de acordo com dados do PIB (Produto Interno Bruto) divulgados pelo IBGE, que teve alta de 0,8%. A Indústria aumentou 0,4% e Serviços, 0,5%. Foram gerados R$ 61,9 bilhões pelo setor do agro, 331,6 bilhões, pela Indústria, e, R$ 1,1 trilhão, pelos Serviços.

PREMIADA – A Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) do Ministério da Agricultura, recebeu duas premiações por ser a secretaria mais digitalizada da Esplanada. As premiações, troféus InovaGov, foram concedidas pela Plataforma de Cidadania Digital e fazem parte da 4ª Semana de Inovação em Gestão Pública. O Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), representado por seu coordenador Fernando Mendes, recebeu o prêmio pela implantação do Certificado Veterinário Internacional( CVI) digital.

CIDADE  – Uma cidade tecnológica a ser construída em São Paulo, onde está instalada a Ceagesp, atualmente, deverá ser fonte de recursos para o orçamento da Embrapa, defendeu o ministro da Agricultura Blairo Maggi, no encerramento da reunião de gestores da empresa, dia 29. “O resultado financeiro dessa operação do aluguel, enfim, do que houver lá, servirá para a que Embrapa tenha algo diferente, fora da briga do orçamento anual”, afirmou.

TOLERÂNCIA – Os índices de perdas no transporte de grãos no Brasil estão abaixo da do nível de tolerância de 0,25% utilizada atualmente pelas transportadoras, chegando a 0,1% no caso do milho, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O resultado está entre os temas debatidos no Seminário Internacional sobre Perdas na Armazenagem e Transporte de Grãos, realizado pela Companhia, em parceria com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

ARROZ E FEIJÃO – Os dois principais produtos da cesta básica do brasileiro apresentaram trajetórias de preços diferentes em outubro de 2018, quando comparados ao mês anterior. Enquanto o arroz ostentou alta de 3,04%, o feijão deu um refresco com a queda de 7,59%, informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA), instituição de pesquisa da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, em estudo que analisa a variação dos preços médios do mercado atacadista da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP).

CAFEZAIS – O Brasil lidera o ranking de produção e exportação de café no mundo. Um terço da produção global está aqui, 25% do café que é consumido no planeta é cultivado em nosso solo e, segundo o Instituto de Economia Agrícola (IEA), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, o Estado de São Paulo recebeu em 2018 – de janeiro a outubro – mais de R$ 433 milhões de dólares com exportações. Em 2017, o café ficou em nono lugar no ranking do Valor da Produção Agropecuária (VPA) paulista.

CONSUMO – Apesar de o clima mais quente em São Paulo e de o período de início de mês terem elevado o consumo da laranja no começo desta semana, os preços recuaram de segunda a quinta-feira, de acordo com informações do Cepea. Pesquisadores informam que as chuvas da semana passada aceleraram o crescimento das frutas e, para evitar perdas, produtores intensificaram a colheita das frutas, contexto que elevou a oferta.

EQUILIBRAR – Um relatório da Bloomberg indicou que as autoridades chinesas começaram a se preparar para reiniciar as importações de soja e gás natural liquefeito dos Estados Unidos. Nesse cenário, o primeiro sinal está confirmando as alegações do presidente Donald Trump e da Casa Branca de que a China concordou em começar a comprar alguns produtos dos EUA “imediatamente”. As autoridades chinesas foram instruídas a tomar as medidas necessárias para as compras, segundo dois funcionários com conhecimento das discussões.

Textos: MAPA, Secretaria da Agricultura de S.Paulo, Cepea e Agrolink